Purim

Qual é sua parte favorita de Purim?

A história de Purim em resumo é sobre a rainha Esther, que foi a escolhida para casar-se com o rei Achashverosh sem ele saber que a moça era judia.

Haman era o primeiro ministro do império do rei e era antisemita. Um dia, Mordechai, o líder dos judeus (e primo de Esther), desafiou as ordens do rei e se recusou a ajoelhar-se perante Haman. Haman ficou ofendido e convenceu o rei a emitir um decreto ordenando o extermínio de todos os judeus em 13 de Adar – data escolhida por um sorteio feito por Haman.

Mordechai reuniu todos os judeus, convencendo-os a se arrepender, jejuar e rezar a D’us. Enquanto isso, Esther pediu ao rei e a Haman que fossem com ela a um banquete. Esther revelou ao rei sua identidade judaica e pediu que Achashverosh a ajudasse a impedir Haman de cometer este crime. O rei ordenou que Haman fosse enforcado e nomeou Mordechai primeiro ministro. Foi emitido um novo decreto – concedendo aos judeus o direito de se defenderem contra seus inimigos.

Em 14 de Adar os judeus celebram até hoje a sua salvação com diversos costumes:

– Para reviver os eventos milagrosos de Purim, ouvimos a leitura da Meguilá (o Rolo de Ester) duas vezes: uma na véspera, sabádo,( 15 de março esse ano) e novamente no dia de Purim,16 de março.
Em certos pontos da leitura, onde o nome de Haman é mencionado (acompanhado de um adjetivo), é costume fazer barulho com reco-recos, apitos, vuvuzelas e bater os pés no chão para “erradicar” o seu nome mal.

– A preocupação com os necessitados é uma responsabilidade durante todo o ano, mas em Purim é uma mitzvá especial para lembrar-se dos menos favorecidos.
Faça caridade, pelo menos, para duas (mas de preferência mais) pessoas carentes em Purim durante o dia, 16 de março.

– Em Purim destacamos a importância da unidade judaica e amizade, enviando presentes de comida para os amigos (Mishloach manot).

-A Festa de Purim é celebrada com uma refeição festiva especial durante o dia de Purim, em que a família e amigos se reúnem para alegrar-se com o espírito de Purim. É uma mitsvá para beber vinho ou outras bebidas inebriantes nesta refeição. Também comemos Hamantaschen (Oznê Haman), que parecem com as orelhas ou o chapéu usado por Haman.

– Em Purim temos também o costume de nos fantasiar! É uma maneira alegre e divertida de aumentar ainda mais a alegria do milagre ocorrido.

images

 

(comments disabled)